Oncologista pediátrico alerta para sinais e sintomas do câncer infantil

Neste 15 de fevereiro, Dia Internacional de Luta contra o Câncer Infantil, especialistas alertam para os sinais e sintomas dos principais tipos de câncer infantil.
Compartilhe:

No Brasil, os cânceres com maior incidência nas crianças e nos adolescentes são as Leucemias, os Tumores do Sistema Nervoso Central e os Linfomas. Dados do INCA estimam cerca de 12.500 casos anuais de câncer na faixa etária infanto-juvenil.

Segundo o oncologista pediátrico Venâncio Gumes, que faz parte da equipe da Clínica Onco Hematos e Onco Hematos, que integram o Grupo AMO (Assistência Multidisciplinar em Oncologia), é importante a conscientização de todos, principalmente dos pais e cuidadores das crianças, para poder identificar qualquer sinal ou sintoma suspeito da doença.

“Uma febre que dure mais de oito dias sem causa aparente; perda de peso rápida (10% do peso da criança em 30-60 dias), um hematoma que surja na criança em uma área que não é de comum contato ou traumas; uma massa ou caroço que surja pelo corpo, são sinais suspeitos. Uma dor de cabeça persistente, matinal, que acorda a criança e passa após vômitos, associada a tonturas e desequilíbrio; a mudança brusca de ritmo intestinal; a criança que fica pálida, hipoativa, também são alguns sinais de alerta”, orienta o oncologista.

Retinoblastoma

Recentemente, o jornalista e apresentador da Globo, Tiago Leifert, compartilhou a informação que sua filha está com Retinoblastoma, um câncer raro, originário das células da retina, que é a parte do olho responsável pela visão, afetando um ou ambos os olhos. A doença ocorre, geralmente, antes dos 5 anos de idade. “O apresentador Tiago Leifert citou a doença em sua filha após identificar uma bolinha branca no olho dela. O termo técnico se chama leucocoria ou reflexo de olho de gato. Geralmente “a bolinha branca” é notada após o feixe de luz projetar o tumor (como numa fotografia com flash). Dessa forma qualquer campanha ou ação que alerte as pessoas sobre os sinais e sintomas é essencial”, afirmou o oncologista pediátrico.

O retinoblastoma é um tipo raro de câncer ocular, mais comum em crianças e responde por 3% dos cânceres infantis, chegando a cerca de 400 casos por ano. Entre 60% e 75% dos casos de retinoblastoma são esporádicos, isto é, uma célula sofre mutação e passa a se multiplicar descontroladamente.

Centro de Referência em Sergipe

O oncologista Venâncio Gumes orientou ainda que assim que for identificado os sinais e sintomas, é essencial que a criança seja encaminhada para uma consulta com pediatra ou Médico de Saúde da Família para atendimento e imediatamente referenciada para algum centro de referência no atendimento Oncologico infantil. Em Sergipe, o serviço de referência é o Centro de Oncologia Dr. Osvaldo Leite, no Hospital de Urgência de Sergipe (Huse). “No Centro de Oncologia a criança terá todo o atendimento necessário para o diagnóstico e para iniciar o tratamento. Quanto mais rápido for o diagnóstico e o tratamento, maior a chance de cura. E cura com qualidade de vida.”

Sobre a data
A data, criada em 2002 pela Childhood Cancer International (CCI), simboliza uma campanha global para conscientizar sobre o câncer infantil e expressar apoio às crianças e adolescentes com câncer e suas famílias.

 

Ascom/ Onco Hematos

Mais Notícias

foto-preto-e-branco-de-mulher-com-dor

Endometriose x Fibromialgia

O-que-e-melanoma-

Descubra os sinais cruciais do Melanoma

anemia

Anemia não é tudo igual

utero

Câncer de colo de útero: prevenção e conscientização

Em que podemos ajudar?