Encontro de Apoio à Vida reúne pacientes para refletir sobre o autoconhecimento

Compartilhe:

Mais um Encontro de Apoio à Vida foi realizado na tarde desta sexta-feira, 25, na Onco Hematos. O evento reuniu profissionais, pacientes e familiares e teve como tema: “Quem sou eu?”. O objetivo foi trazer uma reflexão sobre o autoconhecimento dos pacientes.

De acordo com a psicóloga da Onco Hematos – Rede AMO, Assistência Multidisciplinar em Oncologia, Gabriela Oliveira, o Grupo de Apoio à Vida, além de lidar com assuntos importantes e delicados durante o tratamento da doença, oferece um ambiente acolhedor e descontração.

“Esse grupo já acontece há muitos anos e já foi conduzido por algumas psicólogas com o objetivo de ter esse momento de encontro entre os pacientes que estão em tratamento ou que já estiveram, para conversar, trocar experiências. Essa é a primeira vez que participo, pois sou nova na clínica, então essa temática foi para nos conhecermos, para me apresentar e também para falar sobre a importância do autoconhecimento nas tomadas de decisões e em tudo na vida. Refletir sobre quem somos garante a abertura de abordagens variadas para encontrar um propósito em comum”, explicou a psicóloga.

Durante o encontro, as pacientes participaram de uma dinâmica para escolher um objeto que as identificassem. A paciente Maria do Nascimento escolheu uma caneta, pois segundo ela, o câncer fez ela escreve uma nova história, um novo livro da sua vida. “O câncer foi um renascimento para mim e sou muito grata por esse momento prazeroso de troca de experiência, além de rever a turma de colegas e rever os profissionais que me acolhem tão bem. Saio mais fortalecida, mais feliz, eu tenho fé que vou melhorar. O atendimento que recebo nesta clínica é nota dez”, disse.

“Para mim, é muito importante esse momento de encontro dos pacientes. Eu sou praticamente sozinha em relação a cuidar da saúde e aqui eu encontrei tudo que eu procurava. Porque quando não conhecemos o melhor, a gente acha que aquilo que a gente tinha antes era ótimo. Quando vim fazer tratamento aqui eu estava num momento de muita chateação e raiva, pois achava que lá onde estava antes era ótimo, mas quando coloquei o pé aqui eu vi que aqui era totalmente diferente. Aqui é maravilhoso, o atendimento aqui é impecável. E esse grupo faz muita diferença na minha vida”, afirmou a paciente Gleide Leite.

Ascom/Onco Hematos

Mais Notícias

foto-preto-e-branco-de-mulher-com-dor

Endometriose x Fibromialgia

O-que-e-melanoma-

Descubra os sinais cruciais do Melanoma

anemia

Anemia não é tudo igual

utero

Câncer de colo de útero: prevenção e conscientização

Em que podemos ajudar?