Primeira cirurgia torácica robótica é realizada com sucesso em Sergipe

Compartilhe:

Uma recuperação tranquila, rápida e segura. Assim foi definido o procedimento ao qual foi submetido um paciente com câncer de pulmão, o primeiro a ser operado através da plataforma robótica em Sergipe. “Meu pai recebeu alta com menos de 48 horas após a finalização da cirurgia, e o que é melhor: foi para casa tranquilo, sem dor”, enfatizou o comerciante Manoel Conde Sobral Neto.

Segundo ele, o pai se submeteu a primeira cirurgia no pulmão há 12 anos e a recuperação foi bastante dolorosa e lenta. “Foi muito agressiva, uma cirurgia aberta e meu pai sentia muitas dores. Bem diferente desta robótica agora. Quando fomos buscar meu pai no hospital, ele estava tranquilo, sem oxigênio e sem dor”, enfatizou Manoel Neto.

No retorno para o cirurgião torácico Rodrigo Pires Lima, que integra a equipe da Clínica Onco Hematos / Rede AMO – Assistência Multidisciplinar em Oncologia e foi responsável por conduzir a primeira cirurgia robótica torácica em Sergipe, a família do paciente era só gratidão. “Ver meu pai ter essa recuperação rápida, só temos que agradecer todo o tratamento que tivemos por parte do Dr Rodrigo”, ressaltou a filha Arycelia Sobral, que acompanhou o pai Elder Silveira Sobral, com a mãe Célia Vieira Sobral e os irmãos Elder Júnior e Manoel Neto.

A recuperação do paciente, de acordo com o cirurgião, está além da expectativa, por já ter sido submetido a uma cirurgia aberta há alguns anos e por ser portador de outras morbidades. “Está tudo correndo dentro da normalidade. O paciente está muito bem, com a cirurgia bem cicatrizada e já foi liberado para atividades diárias, trabalho e lazer. Vamos agora fazer o acompanhamento durante algum tempo para monitorar se está tudo bem”, disse Dr Rodrigo Pires.

Observar a rápida recuperação do paciente ressalta o avanço tecnológico, usado em defesa da vida, é gratificante “A plataforma robótica possibilita que o cirurgião tenha mais visão, chegar a lugares mais complicados com mais estabilidade e segurança, sem desmerecer a cirurgia por vídeo e aberta, pois são indicadas em muitas situações. Temos o robe, mas a parte humana é essencial e temos que procurar sempre o aprimoramento, para oferecemos sempre um atendimento de qualidade do paciente”, finalizou o cirurgião torácico.

Ascom/Onco Hematos

Mais Notícias

foto-preto-e-branco-de-mulher-com-dor

Endometriose x Fibromialgia

O-que-e-melanoma-

Descubra os sinais cruciais do Melanoma

anemia

Anemia não é tudo igual

utero

Câncer de colo de útero: prevenção e conscientização

Em que podemos ajudar?