Tarde de lazer e ações preventivas celebram o Outubro Rosa no Parque da Sementeira

Compartilhe:

Sair da rotina do dia a dia e fazer algo diferente aliando saúde e diversão. Essa foi a motivação para a criação do “Exercite-se” um projeto que teve por objetivo levar pacientes e o público em geral a refletir sobre a importância da atividade física para uma vida saudável e prevenção de doenças, entre elas o câncer de mama.

O Outubro Rosa é um movimento mundial que visa compartilhar informações e promover a conscientização sobre o câncer de mama e contribuir para a redução da incidência e da mortalidade pela doença. “Se diagnosticado precocemente, as chances de cura chegam a ser de 95% dos casos”, ressalta a mastologista da Clínica Homo – Rede AMO, Assistência Multidisciplinar em Oncologia, Paula Saab.

O oncologista da Onco Hematos, Nivaldo Vieira, destacou a importância de atividades que promovam o bem-estar da paciente com câncer, não só no tratamento como também na prevenção. “Existem trabalhos que mostram que a atividade física reduz consideravelmente os efeitos colaterais do paciente em tratamento de câncer e reduz o diagnóstico de câncer.

De acordo com Nivaldo Vieira, a atividade física consegue prevenir diversos tipos de câncer, como o de intestino, de próstata e mama. “Isso tá comprovado e para as pessoas que tiveram câncer a atividade física consegue reduzir a recidiva da doença. Lembrando que a atividade física deve ser de pelo menos 40 minutos, entre quatro e cinco vezes por semana de atividade não interrompida, com roupa adequada num local adequado, seja numa academia ou área pública”. Segundo ele, desta forma a pessoa está exclusivamente concentrada para a atividade.

Durante a tarde de lazer, no Parque da Sementeira, na zona sul de Aracaju, as pacientes e seus acompanhantes participaram de um “aulão rosa”, com o educador físico Felipe Correia, que movimentou o público com exercícios físicos ao som de muita música, tudo com o intuito de não deixar ninguém parado. “O exercício físico é o que a gente chama de remédio não medicamentoso. Não importa a modalidade, pode ser uma caminhada, uma corrida, um pedal, musculação, não importa, o importante é que seja do seu gosto que dê prazer, isso vai melhorar sua qualidade de vida”, explicou ele, ressaltando que não há restrição para um paciente oncológico.
Luciene Barros se emocionou ao falar do enfretamento do câncer de mama e da alegria de estar participando do Aulão. “Eu estou aqui hoje contando minha história graças a Deus e a toda equipe Onco Hematos que me trouxe pra vida e em especial a Dra Gisélia que foi um anjo”, contou.

50 vouchers para mamografia
Durante o Aulão Rosa, foram entregues 50 vouchers para realização de mamografia a representante do Grupo Mulheres de Peito, Aline Souza, que ao agradecer ressaltou que apesar da celebração do Outubro Rosa ser um mês conscientização e de incentivo ao diagnóstico precoce muitas mulheres enfrentam dificuldade de acesso aos exames. “Como pode isso acontecer? Precisamos de mais políticas públicas e que a sociedade se organize e se conscientize que o diagnóstico precoce salva vidas”.

Responsável pelo grupo de pacientes oncológicas “Flores do Meu Jardim” e uma das organizadoras do “Exercite-se”, a mastologista Paula Saab, da equipe Homo, Rede AMO, Assistência Multidisciplinar em Oncologia, considerou um sucesso o evento e que superou as expectativas. “Tivemos uma altíssima adesão entre pacientes, familiares, colaboradores, de pessoas engajadas com a causa do câncer de mama. Tivemos exercícios físicos, conversas com médicos, fisioterapeutas, com a equipe multidisciplinar. Conseguimos passar muita informação num sábado ensolarado, realmente foi um momento muito especial”, comemorou a médica, destacando que o objetivo foi mostrar a importância do exercício físico tanto na prevenção quanto no tratamento e reabilitação do câncer de mama. “Tem vários estudos consistentes mostrando a redução em até 30% no risco de você ter câncer quando se pratica exercício físico regularmente. A gente sabe que a vida é corrida mas precisamos estimular para que possamos diminuir os riscos”, afirmou.

Conhecida por sua animação e por estar presente em todas as atividades promovidas pela Onco Hematos, a paciente Edna Martinez, fez questão de agradecer pelo evento. “Eu participo de todos os encontros porque isso é vida, é amor, eu estou muito agradecida as clínicas que organizam esses eventos que faz com que a gente renove e renasça”, declarou.

As oncologistas Giselia Tavares e Erijan Andrade, também acompanharam e participaram do Aulão ao lado das pacientes e reforçaram que é importante manter o corpo e a mente em atividade. “Existe vida após um diagnóstico de câncer e é importante levar uma vida normal e com atividade física se evita outras doenças também”, alertou Gisélia Tavares.

As pacientes oncológicas tiveram a oportunidades de participar de sessão de massagens com a massoterapeuta Cecília Novais, e de maquiagem com uma equipe Mary Kay.

Diante do sucesso, outras atividades já estão sendo programadas como forma de levar saúde e informação não só aos pacientes das clínicas Onco Hematos e Homo, mas a sociedade como um todo, como informou Debora Couto, gerente de operações da DASA. “O evento foi incrível, conseguimos tirar os pacientes, colaboradores, corpo clínico de dentro das clínicas e trazer para um parque no meio da natureza, com várias ações voltadas para saúde, trazendo bons exemplos, numa tarde de sábado foi brilhante, então, esse é só o primeiro de muitos que virão”, avisou a gerente, agradecendo aos parceiros que colaboraram com o evento como a Constat, a Tropical Garden e a Mary Kay. “Foram muitas mãos juntas que colaboraram para que o evento que fosse só sucesso”, finalizou.

Ascom/Onco Hematos

Mais Notícias

foto-preto-e-branco-de-mulher-com-dor

Endometriose x Fibromialgia

O-que-e-melanoma-

Descubra os sinais cruciais do Melanoma

anemia

Anemia não é tudo igual

utero

Câncer de colo de útero: prevenção e conscientização

Em que podemos ajudar?